gestor de equipes,Turnover,

julho 6, 2017

5 dicas para evitar o Turnover dos jovens na sua empresa


Provavelmente, você já ouviu aquela história que, hoje em dia, os jovens não ficam muito tempo em uma empresa. Essa característica dos millenials, a geração nascida após 1982, é mesmo uma realidade. Por isso, empreendedores e gestores de equipes que desejam reter esses jovens talentos precisam traçar boas estratégias para evitar o turnover de funcionários promissores. Garantir a permanência desses profissionais permite um planejamento a longo prazo, fundamental para qualquer empresa manter uma curva ascendente. Veja a seguir as 5 dicas que ajudam a impedir o turnover dos jovens.

 

Turnover

1. Ofereça desenvolvimento profissional

Os millenials pensam grande e desejam saber logo de cara o que as empresas onde trabalham têm a oferecer no futuro. Esse jovem quer ter a segurança de que permanecer um longo período no mesmo emprego trará a desejada estabilidade financeira, pois teme que sua carreira fique estagnada no período em que deveria ascender. Portanto, o gestor de equipes precisa mostrar para cada colaborador o potencial de crescimento que ele terá na empresa, inclusive com a curva salarial que o jovem percorrerá.

E não é apenas no futuro que os millenials estão de olho, afinal de contas eles são produto da sociedade imediatista em que vivemos. Isso significa que desejam se desenvolver a cada dia para melhorar as habilidades e incrementar seus perfis no LinkedIn. As empresas devem treinar os funcionários não apenas para capacitá-los a exercer suas funções, mas também para mantê-los motivados e confiantes de que têm um futuro promissor na organização.

A ansiedade por constantes promoções pode ser resolvida com estratégias criativas. Um bom exemplo é o que faz a startup norte-americana inDinero. Essa empresa adotou um sistema de promoções trimestrais, com pequenas elevações salariais e novas atribuições. Isso nada mais é do que uma diluição do modelo mais convencional de promoção anual ou semestral. A diferença é que os jovens podem sentir a evolução de forma mais palpável. Para a empresa, o impacto financeiro é irrisório, pois os aumentos salariais são mais comedidos do que seriam nas promoções semestrais ou anuais.

 

Turnover

2. Mostre aos jovens como são importantes

Outra característica marcante dos millenials é a vontade de sentir que têm grande importância no grupo. O gestor de equipes deve mostrar a eles que cada um faz a diferença para o resultado coletivo da empresa. Isso não pode ser algo da boca pra fora. Assim, os líderes devem se organizar para incluir colaboradores jovens em projetos significativos dentro do planejamento.

Algum de seus colaboradores tem apresentado desempenho inferior? Tome cuidado para não deixá-lo isolado e sem perspectiva. Procure mostrar a ele como melhorar antes de tomar qualquer decisão drástica. Essa medida preventiva é o caminho mais prudente quando se trata da geração millenials, já que esse grupo valoriza muito o coletivo. Isso significa que, se os demais membros da equipe perceberem que alguém tem sido subaproveitado ou discriminado por entregar menos, há o risco haver um movimento coletivo de resistência.

 

Turnover

3. Apresente o propósito real da empresa

A noção de coletividade dos millenials pode ser percebida pela capacidade de organização que esse grupo demonstra. Quando se trata de união em torno de uma causa específica como a preservação do meio ambiente ou os direitos LGTB, isso fica ainda mais evidente. Os jovens, de maneira geral, buscam um propósito na vida, desejam encontrar as lutas pelas quais vale a pena se engajar.

Uma empresa que demonstra um propósito claro pode se destacar entre os jovens e até se tornar referência nessa faixa etária. Não se trata de, necessariamente, abraçar alguma causa considerada polêmica e que divide opiniões, mas ter uma missão que vá além da simples obtenção de lucro. Esse movimento de busca por um propósito é duplamente positivo, pois, além de atrair talentos, revela uma adequação à tendência global.

(Leia também: Como reduzir a resistência ao uso de softwares nas empresas)

 

Turnover

4. Seja maleável em relação aos horários

Os millenials valorizam a vida pessoal e o tempo vivido fora do ambiente de trabalho. Por conta disso, preferem os empregos que oferecem uma carga horária menos pesada e, se possível, fora do convencional. O padrão das 8-9 horas diárias de segunda a sexta-feira não satisfaz os jovens, que esperam patrões mais maleáveis na questão do horário.

O gestor de equipes pode conceber um planejamento que permita aos colaboradores realizar algumas tarefas em suas próprias casas. O modelo híbrido entre escritório e home office agrada mais os millenials, que conseguem, assim, adequar seus compromissos pessoais com mais flexibilidade.

É tudo uma questão de adaptação por parte dos líderes para romper uma cultura que vem de décadas. Abrir mão do modelo tradicional de “bater ponto” às 9 e às 19h pode significar a retenção de talentos que poderão render frutos preciosos para a empresa a médio e longo prazo. Isso sem mencionar que eles vão trabalhar mais felizes e tendem a render mais.

(Leia também: Quais são os vilões da produtividade das equipes?)

 

Turnover

5. Procure fugir dos estereótipos

Os seres humanos podem ser preconceituosos em alguns momentos e abusar dos estereótipos por causa disso. Gestores de equipes precisam evitar a todo custo fazer juízo de valores em relação aos funcionários mais jovens com base apenas na geração à qual pertencem. “Ah, esses moleques não trabalham direito” ou “Esses jovens são todos irresponsáveis”, por exemplo.

Claro que há momentos em que se tem vontade de explodir diante do deslize de algum colaborador, mas por que recorrer ao estereótipo de que os millenials são desligados e pouco comprometidos? Lembre-se que gerações passadas também apontavam o dedo para os mais novos, mas esse raciocínio, certamente, fez muitos talentos migrarem para empresas concorrentes. Fato é que existem pessoas competentes e pessoas incompetentes em todas as faixas etárias, porém, os holofotes se voltam mais para os millenials devido à dificuldade que os gestores têm em lidar com esse grupo.

Você deve ter percebido que reter jovens talentos é um grande desafio para qualquer gestor de equipes. Mas é fundamental realizar um trabalho nesse sentido para formar um time campeão.

Para fechar, vale uma dica bônus para sua empresa ser bem vista pelos millenials: evite o acúmulo de urgências! Para saber mais, veja nosso e-book e aprenda a focar no mais importante e eliminar as urgências. É só clicar aqui.




Deixe seu comentário