empresas de sucesso,

16 de Março de 2017

5 tipos de funcionários indispensáveis para empresas de sucesso


Você já parou para pensar qual é a grande diferença entre as empresas de sucesso, reconhecidas no mercado por sua excelência e aquelas que têm um desempenho mediano ou lutam para sobreviver? A resposta para esta pergunta vale, literalmente, trilhões de dólares!

Talvez, a primeira ideia que vem à mente de muitos é que essas organizações investem em tecnologia de ponta, utilizam as melhores técnicas de gestão, desenvolvem produtos inovadores ou outros aspectos que chamam a nossa atenção em primeiro plano.

Porém, os especialistas são unânimes em afirmar: o principal ativo de uma companhia não está em sua estrutura nem nos seus equipamentos. Também não corresponde aos seus métodos. O grande diferencial das empresas que se destacam pela excelência é a qualidade dos recursos humanos.

E o que exatamente isso quer dizer? Logicamente, é necessário tomar todo o cuidado no processo de recrutamento para garantir que os candidatos mais aptos sejam selecionados para ocupar uma vaga, mas não é só isso.

Tão importante quanto observar o currículo, o conhecimento, a experiência profissional e o perfil comportamental dos contratados, é garantir que a equipe tenha características complementares, formando um time apto a encarar desafios dos mais diferentes tipos, sabendo que podem contar com as habilidades específicas de cada um.

Quer entender como isso funciona? Então vamos contar quais são os 5 tipos de funcionários indispensáveis para uma empresa de sucesso. Quer conhecê-los? Então continue a leitura!

Perfis necessários para construir empresas de sucesso

1. Comunicativo

Cada vez mais, as empresas entendem que os resultados dependem do trabalho em equipe. Por definição, esse teamwork é social. Portanto, quando o time pode contar com pessoas com boas habilidades de comunicação, ele ganha muito em potencial e resultados.

Isso é importante porque o profissional comunicativo costuma ter uma habilidade especial para:

  • tornar claros os objetivos de um projeto;
  • reunir o grupo em torno deste objetivo;
  • mediar divergências ou conflitos que possam surgir durante a execução das tarefas;
  • promover um clima de aceitação que faz com que os membros da equipe expressem seus pensamentos, opiniões, problemas e soluções de forma livre.

O fato é que, quando um comunicativo faz parte da equipe, são grandes as chances de que os outros membros, mesmo com qualidades distintas, adotem um padrão de comunicação semelhante ao dele, e todos ganham com isso.

Sua habilidade para interagir com as pessoas também é muito valorizada em áreas que exigem atendimento ou persuasão de um público. Sua capacidade de ouvir com paciência gera credibilidade e abre as portas para boas negociações.

Em algumas áreas da empresa, eles são simplesmente indispensáveis. Um exemplo muito comum é o departamento de vendas. Sua personalidade cativa os clientes, o que gera resultados positivos.

2. Executor

Liderança, criatividade e a personalidade visionária são muito valorizadas no mercado. Porém, muitas das ideias revolucionárias propostas por esse time de estrelas só se tornam realidade quando a empresa conta com bons executores.

Quem são eles? Aparentemente, eles podem até não se destacar tanto, mas são aqueles colaboradores que literalmente colocam a mão na massa, fazem o esforço e as tentativas necessárias para que uma grande ideia se transforme em um produto ou serviço espetacular.

Enquanto outras personalidades apontam um destino fabuloso, o executor é o motor que leva a empresa até lá. Justamente por esse motivo, precisam ser valorizados pelas organizações.

3. Comprometido

Toda companhia precisa contar com aqueles funcionários que encaram qualquer desafio pela empresa e com os quais ela pode contar em qualquer situação. Isso se chama compromisso, engajamento.

Como identificar o funcionário comprometido? Ele é aquele que:

  • disciplinado, cumpre os prazos e horários estabelecidos pela empresa;
  • busca soluções para os problemas e está sempre procurando aprender para fazer seu trabalho de forma mais eficiente;
  • termina as tarefas que inicia. Ele pede ajuda se considerar necessário, mas não abandona suas atribuições e projetos;
  • procura soluções para os problemas ao invés de reclamar ou fazer parte deles;
  • colabora com o time através de suas ideias e esforços;
  • não se acomoda e procura sempre atingir as metas propostas.

Percebeu como o funcionário comprometido é essencial para o bom funcionamento de uma organização? Afinal, mesmo quando ele não é naturalmente brilhante, seus resultados se destacam devido aos esforços que ele emprega para obtê-los.

4. Criativo

Normalmente, associamos a criatividade à invenção de novidades. Sim, isso também faz parte da definição, porém não podemos pensar nesta característica de forma tão restrita.

Na verdade, o indivíduo criativo tem uma outra habilidade pouco comentada, mas não menos importante: ele é aquela pessoa que olha para o que todos vêem, mas enxerga o que ninguém havia imaginado.

O fato é que ele olha para um objeto ou situações convencionais e imagina como eles podem ser utilizados ou realizados de outra forma. Por isso, o criativo é exatamente o indivíduo que soluciona problemas de forma simples e inovadora.

Como o pensamento deles é mais flexível, eles tendem a levar isso para a vida pessoal e profissional. Também é comum que sejam um pouco mais impulsivos, afinal, sua principal qualidade vem justamente do inconformismo — ele vê um produto ou um procedimento e sabe, mesmo que intuitivamente, que aquilo pode ser feito de uma forma melhor.

É esse inconformismo que o torna mais propenso a imaginar e implantar ações inovadoras. Ouvir esses indivíduos pode colocar a empresa à frente da concorrência.

5. Visionário

O visionário é o colaborador que tem o foco não no processo atual, mas no futuro, em onde a empresa pode chegar. Sua capacidade de enxergar tendências e abstrair uma visão micro e macro do negócio pode gerar oportunidades valiosas para a corporação.

Embora deva ser mantido na empresa que deseja alcançar níveis superiores de competitividade, é importante que seja bem assessorado por uma equipe que ajude a analisar a viabilidade das ideias a curto, médio e longo prazos.

Afinal, a ousadia de hoje pode ser obsoleta amanhã. Porém, nem por isso a empresa pode se dar ao luxo de investir recursos e esforços em ideias caracterizadas como delirantes no cenário atual.

Portanto, para obter bons resultados, é necessário contar com visionários realistas, que ousam mantendo os pés no chão. Provavelmente, a melhor saída é captá-los e delegar projetos que tenham baixo impacto financeiro. À medida em que os resultados se mostram interessantes, a organização pode atribuir a eles responsabilidades por negócios mais ousados.

Portanto, essas características complementares são fundamentais para que a empresa conte com habilidades e perfis diferenciados.

Entender o estilo de trabalho de cada colaborador é fundamental para delegar tarefas que utilizem as melhores competência de cada um, potencializando os resultados da empresa.

Identificou esses perfis na sua equipe? Entendeu quais são as habilidades de cada um e como elas podem ser utilizadas para alavancar os resultados e construir empresas de sucesso? Gostaria de receber mais conteúdo como este e sugestões para melhorar a gestão? Então assine a nossa newsletter agora mesmo e receba muitas dicas diretamente em seu e-mail!

3 Comentários

  1. Genilda disse:

    Bom mesmo seria, que estes perfis fossem requisitos para todo servidor público. Porque do jeito que tem caminhado,parece que está muito longe,uma interface neste nível.
    Atendendo à população e interagindo com os demais servidores no ambiente de trabalho com presteza, compromisso e empatia.

  2. Jomasi Gava disse:

    Eis a pergunta:
    É possível juntar dois ou mais (se possível todos) estes tipos de funcionários?
    O que devemos fazer para desenvolver tais qualidades e mantê-las?




Deixe seu comentário