cultura organizacional,desempenho,falta de motivação,motivação de colaboradores,

setembro 29, 2016

7 práticas infalíveis para a motivação de colaboradores


A motivação de colaboradores tem sido cada vez mais um tema abordado de forma estratégica pelas organizações. Parte dos empresários tem consciência de que o fator humano pode ser decisivo nos resultados de produtividade e de qualidade de um negócio.

Se os gestores não estão atentos ao que ocorre no dia a dia de trabalho, deixam de perceber aspectos ligados ao comportamento e ao relacionamento dos colaboradores, que podem afetar de maneira significativa a performance da empresa.

Para evitar que a sua equipe renda abaixo do esperado por falta de motivação, confira estas sete dicas do post de hoje e impulsione o desempenho do seu time!

1. Compreensão do perfil de cada colaborador

Mesmo após centenas de anos de desenvolvimento científico, o ser humano continua a ser um dos objetos de estudo mais complexos. Como cada pessoa pensa e age de maneira diferente, é difícil encontrar formas de impactar todos de uma mesma equipe, de modo a alcançar resultados satisfatórios e uniformes.

Ainda assim, é possível identificar características comuns em grupos de indivíduos. Por exemplo, a psicologia reconheceu quatro tipos de temperamento, que são: colérico, melancólico, sanguíneo e fleumático. Além dessa classificação, existem outras, como a que divide os seres humanos entre aqueles que mais pensam com o hemisfério direito do cérebro (mais emocional) e os que mais pensam com o hemisfério esquerdo (mais racional).

Independentemente de classificação de perfis psicológicos, você deve saber que a motivação de colaboradores pressupõe o conhecimento do perfil de cada colaborador. Para oferecer “motivos para a ação”, que impactem positivamente o liderado, você precisa conhecer como o indivíduo reage a estímulos externos. A partir dessa compreensão, você poderá ativar os gatilhos emocionais que possuem efeito em cada profissional.

2. Criação de um ambiente de trabalho saudável

Na prática, um terço do tempo da população economicamente ativa é passado no trabalho. Por esse motivo, as organizações já entendem que a sede da empresa não pode ser pensada apenas sob o ponto de vista funcional, como um layout de produção eficiente.

Para promover a motivação de colaboradores, a estruturação do ambiente de trabalho deve aliar produtividade, qualidade de vida e segurança. Nesse sentido, a criação de um local saudável é essencial para o bom desempenho da equipe.

As pessoas precisam ver o emprego como um ambiente atrativo, e não repulsivo ou tomado como “castigo”. Para tanto, as empresas investem em sedes arejadas, bem sinalizadas, com equipamentos de lazer, além de promoverem atividades culturais e educacionais no dia a dia. Tudo isso demonstra que os gestores se preocupam com o bem-estar dos colaboradores, o que se traduz em maior engajamento da equipe.

3. Motivação de colaboradores a partir do feedback

Alinhar os propósitos individuais do colaborador aos objetivos estratégicos do negócio talvez seja um dos principais desafios de um líder ou gestor de pessoas. Esse acordo pode ser promovido a partir de uma cultura de diálogo, em que o feedback passa a ser recíproco.

É preciso compreender por que determinado colaborador age de um jeito — e não de outro esperado pela empresa. A partir dessa compreensão, você precisa guiar o subordinado no alcance das metas propostas. Ao ver na sua liderança uma parceira, o colaborador se sentirá confiante para exercer as tarefas do jeito que a empresa espera.

4. Técnicas de gestão de tempo

A falta de bons exemplos vindos da alta direção, as cobranças excessivas e o jogo de empurra-empurra de responsabilidade sobre os resultados pode prejudicar o desempenho da equipe. Se não há organização do trabalho, o subordinado poderá se sentir desmotivado.

Frases do tipo “aqui é sempre assim”, “não pego a tarefa para não ficar depois com um abacaxi nas mãos” e “odeio quando o chefe pede algo para ontem” são exemplos de situações que ocorrem em empresas onde falta organização, gestão de tempo e produtividade.

Tenha em mente que a motivação de colaboradores também passa pela organização do dia a dia do negócio. Se a empresa apresenta regras claras para a equipe e oferece o suporte necessário para a execução e o acompanhamento das tarefas, o resultado tende a ser a conquista das metas.

Por exemplo, quando as atividades são divididas em urgente, importante e circunstancial, conforme proposta da Tríade do Tempo, o próprio colaborador pode organizar a agenda dele e, assim, aumentar a produtividade. Ao monitorar o desempenho da equipe, por meio de um software de gestão de tempo, você pode mensurar o avanço do grupo e agir de modo a potencializar os resultados.

5. Difusão da cultura organizacional

Embora uma empresa seja um ambiente preponderantemente empresarial, muitas organizações adotam a noção de família para fortalecer os vínculos internos. Seja qual for o posicionamento da sua empresa a respeito da cultura organizacional, é necessário que os valores do negócio sejam compartilhados entre os membros da equipe.

A motivação de colaboradores será eficaz quando eles se identificarem com os princípios da empresa. Sabe aquela sensação de estar no lugar certo ou de que o emprego foi feito exatamente para a pessoa trabalhar? Se o liderado tem essa percepção, possivelmente ele estará muito mais engajado com o negócio do que se estivesse em um trabalho apenas pelo salário.

6. Resolução de conflitos

Divergências de ideias podem ser saudáveis, sobretudo quando as pessoas estão maduras para discutir e enxergam as diferenças como riquezas que permitem à empresa escolhas a partir de várias possibilidades. Porém, se discussões são fonte de conflitos, a motivação de colaboradores pode ser prejudicada.

Cabe a você estar atento aos comportamentos de cada indivíduo e às relações interpessoais no trabalho, para identificar focos de tensão e agir de forma a restabelecer o equilíbrio na convivência. Caso contrário, brigas internas podem comprometer o clima organizacional e diminuir a produtividade de toda a empresa.

7. Abertura para sugestões

A motivação de colaboradores também é alcançada quando eles se sentem participantes das decisões e dos rumos do negócio. Se o subordinado se vê apenas como uma mera ferramenta operacional, com o tempo tende a ser menos criativo e a fazer as tarefas por obrigação. Já quando é ouvido pelo gestor, dedica-se a apresentar ideias e a buscar melhorias.

Por isso, você precisa abrir espaços de diálogo para que a equipe contribua com o aperfeiçoamento dos processos produtivos. Afinal, por conhecerem os detalhes de cada tarefa, os colaboradores têm um conhecimento prático acumulado, que podem gerar insights para o aumento da performance de toda a empresa.

Você se preocupa com a motivação de colaboradores? O que realiza para impulsionar o engajamento dos seus liderados? Aproveite para saber um pouco mais sobre o Método Tríade e comece a aplicá-lo na sua empresa!

 




Deixe seu comentário