síndrome da segunda-feira,

abril 3, 2017

Advogado: aprenda como se livrar da síndrome da segunda-feira


Acordar sem ânimo para trabalhar, passar o dia triste ou estressado, irritar-se com qualquer coisa, ser tomado pela ansiedade de que há algo errado e não saber como mudar. Você já sentiu algo parecido antes?

Essas são algumas das consequências da falta de motivação no trabalho, e ela pode acontecer em qualquer área, em qualquer empresa e com qualquer profissional. Momentos de desânimo, no dia a dia, são comuns, mas quando eles se tornam frequentes e pesados demais podem indicar um problema mais sério — a síndrome da segunda-feira. Você já ouviu falar dela?

O que é a síndrome da segunda-feira?

A síndrome da segunda-feira é caracterizada por uma forte falta de motivação, geralmente relacionada ao trabalho, e por um sofrimento verdadeiro. Quem sofre com esse problema frequentemente começa a ficar ansioso já no domingo à noite, desejando que o fim de semana não passe nunca — afinal, nesse período, podemos fazer o que gostamos e, durante a semana, somos “obrigados” a enfrentar a rotina de trabalho, muitas vezes desgastante e não compensadora.

Para quem sobre dessa síndrome, o trabalho pode ter se tornado uma mera forma de sobrevivência, sem outros valores importantes como um propósito, a vontade de evoluir, relacionamentos saudáveis, etc. E isso acaba refletindo em todos outros aspectos da vida, uma vez que o nosso trabalho ocupa a maior parte dos nossos dias, o que pode gerar uma insatisfação real e difícil de definir ou combater.

Entre os sintomas mais frequentes da síndrome da segunda-feira estão:

Ela, ainda, pode evoluir para quadros mais graves, como depressão, se não for combatida a tempo. A boa notícia é que, se você está se sentindo dessa forma, há algumas atitudes que podem ser tomadas para deixar o medo da segunda-feira para trás. Para quem administra um escritório, também há maneiras de evitar que a síndrome da segunda-feira afete funcionários. Quer saber como? Veja a seguir.

Como se livrar da síndrome da segunda-feira?

A síndrome da segunda-feira pode estar ligada à carreira de forma geral — uma pessoa que nasceu com vocação para arquiteto e se tornou advogado, por exemplo. Mas a boa notícia é que geralmente ela está associada apenas a uma visão errada da carreira atual ou a um momento de dificuldade. Por isso, é possível diminuir essas sensações incômodas e as suas consequências por meio de um bom trabalho de motivação e ressignificação do trabalho, seja pessoal ou por iniciativa da empresa.

Hoje, separamos alguns cuidados que podem ajudar a prevenir e aliviar a crise da segunda-feira no seu escritório. Anote!

1. Crie desafios

Nada mais nocivo para a motivação do que o tédio. Passar meses ou anos desempenhando as mesmas funções, sem aprendizado, sem chances de mostrar o seu valor, deixa qualquer funcionário frustrado.

Por isso, os desafios são importantes, tanto os pessoais (aqueles que estabelecemos para nós mesmos, como alcançar um cargo melhor ou melhorar um processo) como os desafios em equipe (programas de incentivo, de recompensas — o incentivo do trabalho em grupo em prol de objetivos comuns com ganhos compartilhados).

Garanta que, na sua carreira e na sua empresa, os desafios sejam constantes e adequados ao momento e à capacidade de cada advogado.

2. Escolha as batalhas

Já parou para pensar em quanto tempo e bom humor são desperdiçados com batalhas “inúteis”, que não levam a resultado positivo algum?

Intrigas no escritório, clientes ou colegas que dificultam processos sem necessidade, burocracias — toda dificuldade sem sentido mina a motivação da equipe. Antes de enfrentar uma situação, sempre pense nos resultados reais que ela trará. Se não há resultado, apenas dor de cabeça, encontre formas de melhorar o processo ou de se afastar do problema.

Um colega se comporta de forma inadequada? Procure afastar-se dele, mantendo uma relação profissional de respeito, apenas. Você passa horas tentando resolver problemas simples? Sugira métodos para aumentar a fluidez dos processos da empresa.

3. Compartilhe um propósito

Quando há propósito por trás do trabalho, a motivação não morre. Por que a sua equipe está dedicada a um caso, por exemplo? Que benefícios ele pode trazer?

Aqui, é importante colocar na mesa as motivações pessoais de cada um. Algumas pessoas trabalham por uma vida financeira estável e ficam felizes de trabalhar com casos que têm bom retorno. Outros gostam de melhorar a vida de outras pessoas e sentem-se realizados ao ver que conseguiram. É importante conhecer a equipe para trabalhar da melhor forma possível o propósito capaz de movê-la.

4. Melhore o ambiente

Ninguém quer acordar na segunda-feira pela manhã sabendo que terá que passar o dia em um local inóspito! Um ambiente de trabalho acolhedor, organizado e em que todas as tarefas fluem, cria um novo ânimo para a equipe.

Por isso, cuide para que o local seja arrumado, bem decorado, que haja espaços de trabalho que favoreçam a concentração e locais de lazer relaxantes para as pausas, além de um espírito de equipe fortalecido. Outro fator importante a se considerar são os relacionamentos — é preciso incentivar relações de respeito e amizade no escritório.

5. Organize o dia a dia

Sair da rotina, de vez em quando, é bom para a motivação e para desenvolver habilidades como flexibilidade ou autonomia. Porém, ninguém aguenta um trabalho onde nunca se sabe o que pode acontecer. A rotina é importante não apenas para otimizar tarefas, tornando a sua execução mais rápida, mas também para evitar estresse desnecessário. É preciso que o escritório tenha planejamento e procedimentos padronizados para tarefas que podem ser executadas com mais eficácia e tranquilidade.

6. Valorize o descanso

“Fazer nada” também é importante! Incentive os advogados a fazerem pausas ao longo do dia para realmente se afastarem das atividades — seja para tomar um café ou passar algum tempo vendo TV na sala de descanso. Fora do escritório, também é importante manter hobbies que proporcionem prazer e permitam ao profissional esquecer o trabalho. Esqueça essa ideia de que tudo o que você faz na vida precisa agregar algum valor à sua carreira. Em alguns momentos, o melhor que você pode fazer por ela é relaxar!

7. Invista na carreira

Todo mundo deseja evoluir — todos querem ser melhores, e esse desejo precisa ser aproveitado nas empresas. É importante que os funcionários, sócios e outros colaboradores sempre tenham a perspectiva de chegar mais longe dentro do escritório.

A consciência de que o trabalho de toda segunda-feira não está sendo feito em vão e de que haverá ganhos pessoais no futuro é um dos melhores motivos para sair da cama no começo do dia! Por isso, é interessante que o escritório ofereça planos de carreira, capacitação, incentivo aos estudos, novas responsabilidades a quem prova a sua competência, entre outros estímulos.

Mudanças simples em nosso dia a dia podem fazer grandes diferenças. Muitas vezes, tudo o que um profissional precisa para levantar feliz na segunda-feira é o sentimento de valorização, significado e acesso às oportunidades. Agora que você já sabe como se livrar e livrar a sua equipe da síndrome da segunda-feira, que tal compartilhar essas dicas nas redes sociais?




Deixe seu comentário