Anitta,colaborador,empreendedorismo,empresa,gestor de equipes,metas,negócio,

19 de Abril de 2018

Anitta ensina 7 lições de empreendedorismo em Harvard


Foto da Capa: Anna Demidova/Divulgação

 

Um dos fenômenos da música pop, Anitta viu seu nome ganhar o mundo no último ano. Grande parte do sucesso da artista carioca se deve à sua competência na condução da carreira. A criadora de hits como “Paradinha” e “Show das Poderosas” tem boas lições de empreendedorismo para ensinar.

No artigo de hoje, vamos mostrar como algumas boas práticas foram decisivas na carreira de Anitta. O sucesso que poderia parecer meteórico se mostrou muito sólido graças às boas lições de empreendedorismo adotadas por ela. Não por acaso, a cantora foi escalada para dar uma palestra na Brazil Conference at Harvard & MIT, evento anual organizado pela comunidade brasileira nas duas respeitadas instituições de ensino norte-americanas. Confira a participação de Anitta na íntegra.

Veja a seguir quais são essas lições de empreendedorismo da artista, destacadas por Christian Barbosa, o criador da ferramenta Neotriad, que esteve no evento.

 

1- Assuma as rédeas do próprio negócio

Anitta vai muito além da competência para cantar, dançar e cativar multidões. A cantora fez questão de assumir as rédeas de sua carreira quando percebeu que poderia atingir um novo patamar.

A consolidação da “poderosa” no mercado fonográfico se deu por meio de um planejamento. Anitta estabeleceu metas e se guiou por elas. À época, outras pessoas cuidavam da carreira da artista, mas ela entendeu que era o momento de assumir o protagonismo também no backstage. Essa veia empreendedora de Anitta desabrochou em decorrência de escolhas que ela via como incorretas na condução da sua carreira.

(Leia também: 4 lições de Tom Brady para o gerenciamento da carreira)

 

2- Tenha visão de mercado

Triunfar em mercados competitivos requer muito estudo para se diferenciar e encontrar soluções criativas. Anitta, literalmente, fez a lição de casa e construiu um plano de internacionalização. Ela teve um raciocínio de startup em busca de reconhecimento.

Em 2016, já com a carreira consolidada no Brasil, a cantora resolveu estudar o mercado internacional. Ela observou que os três idiomas mais fortes no mercado digital são inglês, espanhol e português. Como a língua inglesa é predominante, Anitta pensou em unir forças entre o segundo e o terceiro colocados.  “Essa união era a solução para competir por espaço com artistas de língua inglesa na internet”, conta a artista.

Estudar o mercado e se antecipar às tendências são atitudes decisivas nos mais diversos segmentos. Não adianta nada um jovem empresário oferecer um produto ou serviço que apenas ele considere interessante. É preciso pesquisar para identificar o que tem mais chances de agradar a um número maior de pessoas.

(Leia também: Ouvir música afeta a produtividade? Saiba os prós e contras)

3- Diga não aos padrões

Em dado momento da carreira, Anitta tinha atingido um bom nível de sucesso com base em um padrão. Sua opção foi por sair da zona de conforto e explorar novos horizontes. Seu movimento é uma das importantes lições de empreendedorismo, pois a estagnação que ela começava a observar poderia colocar tudo a perder.

Na indústria fonográfica, há dezenas de casos de artistas que fazem sucesso por um período curto e rapidamente desaparecem. Esse fenômeno está ligado à incapacidade de se reinventar. Anitta soube se antecipar e resolveu sair do piloto automático. O funk deu lugar ao pop e, posteriormente, a incursões no Reggaeton e na música eletrônica. Esse processo de transformação musical de Anitta foi resultado de metas estabelecidas pela artista.

 

4- Saiba dosar sucesso x retorno financeiro

Anitta teve uma ascensão meteórica no cenário nacional. Em poucos meses, passou de desconhecida a grande estrela. Esse sucesso abrupto fez com que ela refletisse a respeito do verdadeiro retorno financeiro que estava tendo.

“Minha música ‘Show das Poderosas’ estava bombando, mas eu estava infeliz. O dinheiro não era compatível com o sucesso e também era mal investido”, conta Anitta. A história da artista serve de exemplo para aquelas pessoas que trabalham exaustivamente, mas não obtêm o retorno esperado. Àquela altura, ela estava em alta, mas notou que a estratégia tinha de ser revista.

(Leia também: Como empreendedores devem lidar com crises)

5- Tenha um propósito

A transformação promovida por Anitta em sua carreira não se resume a uma tentativa de ampliar o faturamento. Muito pelo contrário. Ela notou que o foco estava direcionado ao acúmulo de dinheiro.

“Eu não trabalho por dinheiro, ele deve ser uma consequência. Eu poderia ter três vezes o que eu tenho hoje, mas sempre me preocupei em fazer bem-feito”, explica Anitta. A cantora se refere às grandes produções que caracterizam seu trabalho.

Fazer bem-feito, aliás, é um propósito que norteia a trajetória de Anitta e ajuda a explicar sua consolidação internacional. Isso tem muito a ver com a ideia de que trabalhar com algo que amamos é tão bom que deixa de ser um trabalho.

(Leia também: 10 dicas valiosas para manter um mindset positivo)

 

6- Busque diferenciação

O mercado premia aqueles que conseguem ser originais. O famoso “mais do mesmo” tende a sucumbir rapidamente diante da concorrência. Anitta é um excelente exemplo da busca por diferenciação. O nome de batismo da cantora é Larissa, mas ela entendeu que um nome menos comum poderia dar maior impacto a seu trabalho. A ideia para o nome artístico veio da minissérie Presença de Anita.

Independentemente do segmento de atuação de sua empresa, buscar diferenciação pode ser muito benéfico. O público costuma ser atraído pelas marcas que saem do lugar-comum para conquistá-los. Isso pode se dar em um nome criativo ou na oferta de produtos e serviços inovadores.

7- Faça uma boa gestão de equipes

Para que Anitta brilhe em seus videoclipes e shows, existe o trabalho de uma grande equipe de apoio. Conforme o número de colaboradores cresceu, começaram a brotar pequenos conflitos de egos.

A artista resolveu isso graças à sua veia de líder e disse que não havia quem fizesse mais ou quem fizesse menos. Em outras palavras, Anitta reavivou a união de sua equipe em nome do sucesso coletivo. A integração promovida por ela foi determinante para seu contínuo sucesso.

Mais à frente, quando a empresa de Anitta tomou grandes proporções, a cantora optou pela profissionalização. Ela contratou um CEO para coordenar a operação e tomar conta das equipes.

 

O que você achou das lições de empreendedorismo da cantora Anitta? Vale um destaque para a última lição, já que a gestão de equipes tem sido assunto marcante no universo corporativo. Veja aqui como aprimorar a gestão do seu time.

1 Comentário

  1. CD disse:

    Nunca gostei das letras da música da Anitta, mas o ritmo é sem dúvida contagiante, já conhecia esse lado empreendedor dela, mas alguns detalhes eu não conhecia. Merece todo o sucesso que tem!




Deixe seu comentário