colaborador,empresa,erros,Facebook,gestão de projetos,gestor de equipes,liderança,liderança feminina,neotriad,produtividade,resultados,vida pessoal,

29 de novembro de 2018

Como liderar uma equipe: 5 lições da chefe de operações do Facebook


O líder tem uma série de desafios em seu dia a dia. Saber como liderar uma equipe pode ser decisivo para que empresas tenham mais sucesso. Que tal aprender com uma das maiores referências globais em liderança?

Sheryl Sandberg é a chefe operacional (COO) do Facebook há 10 anos. A executiva, que também ocupou um cargo importante no Google, é considerada uma das mulheres mais poderosas do mundo. Naturalmente, Sandberg sabe muito bem como liderar uma equipe.

No post de hoje, vamos apresentar as cinco principais atitudes tomadas pela chefe operacional do Facebook no comando do seu time. Quem deseja aprimorar a sua liderança deve se atentar para os ensinamentos de Sheryl Sandberg.

1. Relacione-se bem com todos os colaboradores

Relacione-se bem com os colaboradores

Em muitas empresas, o chefe costuma adotar uma postura de pouca aproximação com seus colaboradores. Essa ideia de se isolar em sua sala limita a comunicação com as pessoas e prejudica a empresa.

Ainda que o comandante tenha profissionais de confiança aos quais transmite as mensagens, existe uma lacuna de interação mais real com os demais membros da equipe. Sheryl Sandberg valoriza bastante o trato humano como forma de engajar os colaboradores.

Para se ter uma ideia, a executiva fez um verdadeiro tour pela empresa em seus primeiros dias de Facebook. Ela passou por centenas de mesas e conversou com as pessoas de forma individual. Sandberg fez perguntas e ouviu atentamente o que cada um tinha a dizer.

A postura afável de alguém que ocupa um cargo tão alto passa segurança aos funcionários e serve de exemplo para como liderar uma equipe. Demonstra que todos eles são valiosos para a empresa e que podem se sentir à vontade para interagir com a diretoria.

2. Valorize o debate e convide todos para participar

Essa lição é um complemento natural à primeira iniciativa adotada por Sheryl Sandberg. Uma empresa em que os principais líderes escutam todos os colaboradores tem muito a ganhar com isso.

Valorize o debate

A COO do Facebook não ouve cada pessoa apenas para se mostrar amável. Ela reconhece que os colaboradores que “colocam a mão na massa” no dia a dia são a grande riqueza da empresa. A ideia é que essas pessoas estão mais próximas dos problemas e, por isso, têm boas condições de propor soluções inteligentes.

Sandberg defende um ambiente corporativo em que o diálogo impera. A chefe operacional da maior rede social do mundo aplica na prática o que o Facebook defende para seus usuários. Fomentar o debate é um jeito de como liderar uma equipe, pois faz com que os colaboradores se motivem a encontrar novas soluções e a ouvir os colegas.

Está totalmente defasada aquela abordagem em que um manda e os outros obedecem. É papel do líder encorajar a reflexão e mostrar que todos são capazes de ajudar a empresa a evoluir.

3. Seja honesto em relação a seus sentimentos

Um erro comum entre os líderes é colocar-se em uma verdadeira redoma. A ideia principal é não transparecer as emoções como forma de não desestabilizar a equipe.

Muitos diretores de empresa entendem o fator emocional como sinal de fraqueza para um líder. Sheryl Sandberg enxerga isso pelo lado oposto e não deixa que os sentimentos sejam um tabu dentro do Facebook.

A executiva reconhece a emoção como característica inerente ao ser humano, por isso não há razão para combatê-la. Sandberg não tem medo de compartilhar seus sentimentos com os colaboradores e o faz também para demonstrar que ninguém é infalível.

Para ter uma ideia, em maio de 2015, ela perdeu o marido e mergulhou fundo no luto. Dois anos depois, Sheryl Sandberg lançou um novo livro sobre a reconstrução de sua nova vida, longe do companheiro. Em Plano B, ela revela detalhes íntimos de sua dor e situações que as pessoas geralmente não gostam de compartilhar, como, por exemplo, o choro, todas as noites, no colo da mãe, até dormir para acordar no dia seguinte sem imaginar como o mundo podia continuar a existir sem o marido.

Um ambiente em que o líder não esconde as suas emoções tende a ser mais honesto de forma geral. Quando algum funcionário estiver com problemas pessoais, optará por compartilhá-los.

Em muitos casos, os colaboradores ficam receosos em dividir um drama familiar, por exemplo. Sua decisão é ocultar o problema e seguir trabalhando, mas isso normalmente prejudica o desempenho.

4. Não tenha medo de se posicionar

Não tenha medo de se posicionar

Em 2010, Sheryl Sandberg fez uma apresentação no TED que se tornou emblemática. O tema era “Por que temos tão poucas mulheres em cargos de liderança?”. Esse questionamento não é novo e, oito anos atrás, fazia ainda mais sentido. Entretanto, ainda há um desequilíbrio de gênero nas chefias de grandes empresas.

Àquela altura, Sandberg já era uma grande líder e referência global. Ela aproveitou a sua notoriedade para chamar a atenção a respeito de uma situação que a incomodava. O vídeo foi assistido milhões de vezes e deu origem a grupos de discussão que envolveram pessoas de mais de 100 países. Outra herança da palestra de Sandberg foi o seu livro Faça Acontecer, que encoraja as mulheres a buscarem posições de liderança.

Qual foi o resultado prático na rotina profissional de Sheryl Sandberg? Ela passou a ser ainda mais admirada pelos colaboradores do Facebook. Uma liderança inspiradora se constrói no dia a dia, com atitudes corajosas como a que teve a executiva.

5. Transforme o feedback em parte da cultura da empresa

O crescimento de uma empresa e dos profissionais individualmente está relacionado à capacidade de aprender com os erros. Quando algo não sai conforme o previsto, a pior atitude é varrer a sujeira para baixo do tapete.

Sheryl Sandberg incentiva os profissionais do Facebook a valorizarem o feedback – tanto aqueles que prestam esse retorno, quanto quem o recebe. A chefe operacional entende cada erro como uma oportunidade única de evolução e pede que as equipes se debrucem sobre eles.

Feedback como cultura da empresa

Empresas que enxergam o lado positivo dos erros têm muito a ganhar. Em segmentos cada vez mais concorridos, a inovação pode estar escondida atrás dos erros que se sucedem. A reflexão entre líderes e colaboradores vão ajudar a construir o modelo que será referência no futuro.

Como liderar uma equipe: a ferramenta ideal

As lições de Sheryl Sandberg sobre liderança são muito valiosas para empresas de diferentes portes e segmentos. A executiva se tornou referência, entre outros fatores, por adotar essas práticas na gestão corporativa.

Mas saber como liderar uma equipe não passa apenas pelos ajustes no relacionamento com os colaboradores. A adoção de uma ferramenta própria para a gestão de equipes faz toda a diferença. Conheça agora mesmo o Neotriad e faça um teste gratuito durante 14 dias. É a sua grande oportunidade para transformar os resultados de sua empresa!

Sua equipe chega ao final do dia com as tarefas concluídas?

 

Com alguns ajustes simples na rotina é possível alavancar a produtividade do seu time.

Clique no botão abaixo e receba gratuitamente o e-book Gestão de Alta Performance e conheça nosso método comprovado (sem achismos).

 

E-book Gestão de Alta Performance




Deixe seu comentário