colaborador,conflito,empresa,Gestão de equipes,gestor de equipes,liderança,metas,planejamento,produtividade,

26 de julho de 2018

Como saber se você está pronto para ser um gestor de equipes


A importante missão de assumir o comando de uma equipe envolve diferentes responsabilidades e habilidades. Será que você está pronto para se tornar um gestor de equipes?

Este artigo apresenta alguns sinais que indicam se uma pessoa está, de fato, preparada para assumir um posto de liderança. O gestor de equipes é fundamental para o sucesso de qualquer empresa. Sua capacidade de comandar influencia diretamente o rendimento dos colaboradores que respondem a ele.

Veja a seguir quais são os principais sinais que apontam que um profissional que está pronto para se tornar um gestor de equipes.

Interesse em esclarecer dúvidas de outras pessoas

Liderar um time não se resume a delegar tarefas e aguardar os resultados. Bons gestores são aqueles que procuram auxiliar ao longo do processo de produção.

Um dos sinais de que você está pronto para se tornar líder é se interessar pelas dúvidas dos colegas. Se outro colaborador está com uma dificuldade específica, aquela pessoa proativa que o ajuda demonstra potencial para ser um futuro gestor de equipes.

A produtividade de um time está diretamente ligada à capacidade que seu líder tem para esclarecer dúvidas. Quando há prontidão, os colaboradores não ficam estáticos por não saber como proceder. Isso confere agilidade à rotina e otimiza os resultados.

Alguém pode supor que uma equipe bem treinada dificilmente terá dúvidas. De fato, elas não podem ser tão frequentes, mas é quase inevitável que um ou outro ponto levante questionamentos. Quando eles se acumulam, o gestor de equipes deve considerar uma reunião de alinhamento para reduzir a recorrência.

Disposição para abrir mão do controle total

Esse é um dos aspectos que confundem pessoas que pleiteiam cargos de liderança. Muitos pensam que o líder deve estar de olho em absolutamente tudo para demonstrar zelo com os processos. É claro que o cuidado com o andamento é importante, mas o controle absoluto reduz a produtividade.

Líderes excessivamente centralizadores não permitem que os colaboradores caminhem com suas próprias pernas. Isso pode travar tarefas de fácil execução simplesmente porque o gestor quer dar sua “assinatura” a elas.

Ainda que pareça contraditório, um sinal de que você está pronto para liderar é a capacidade de abrir mão do controle total – o que ajuda no momento de delegar tarefas. Para desenvolver essa capacidade, o gestor de equipes deve confiar nos colaboradores que respondem a ele. Liderar é também mostrar a cada um dos subordinados sua responsabilidade individual no sucesso da empresa.

Predisposição a ser mais colaborativo no dia a dia

Você prefere tarefas individuais ou coletivas? Pessoas mais individualistas não são as mais indicadas para cargos de liderança. Uma das razões é a tendência a centralizar as atividades, o que dificulta a delegação de tarefas. Ser colaborativo está entre as mais importantes virtudes do gestor de equipes.

Há alguns indícios dessa predisposição a ser mais colaborativo. Por exemplo, quando acontecem reuniões de alinhamento ou brainstorming, você é uma das pessoas mais entusiasmadas. Enxerga o encontro como uma oportunidade de evolução para a empresa, não como uma obrigação inútil em seu calendário.

Mas por que esse exemplo é tão ilustrativo? Um motivo básico é a quantidade de reuniões na vida de um gestor de equipes. Quando alguém assume um cargo de liderança, deve se preparar para uma transformação em sua rotina.

Por isso, aqueles que não extraem valor dos encontros corporativos têm de refletir se estão prontos para liderar. Mas lembre-se que todas as reuniões devem ser produtivas.

Ser reconhecidamente um resolvedor de problemas

Quando alguém assume a gestão de uma equipe, há um fator decisivo para seu sucesso. Se a pessoa chegar a esse posto já com o reconhecimento dos colegas, a tendência é funcionar muito melhor.

Na maioria das empresas, existem colaboradores mais conhecidos por sua capacidade de resolver problemas. O líder precisa ter essa virtude porque muitos problemas cairão no seu colo no dia a dia.

Se o gestor de equipes não tiver a confiança de seus subordinados, os resultados ficam em risco. Essas situações podem levar as pessoas a acumularem problemas por considerarem que seu líder não terá condições de resolvê-los.

No entanto, a confiança dos colaboradores em seu chefe não pode ultrapassar a linha do bom senso. Em outras palavras, o grande líder não deve ser encarado por seus subordinados como um super-herói. O gestor de equipes tem de resolver problemas, mas há situações em que o próprio funcionário pode solucionar a questão sozinho.

(Leia também: Você conhece seu estilo de liderança? Descubra aqui!)

Vontade de ver os colegas terem sucesso

O ambiente corporativo é extremamente competitivo. Isso se reflete não apenas nos embates entre as empresas, mas também em um individualismo exagerado. Há profissionais que têm dificuldades em lidar com o sucesso de seus colegas e acabam nutrindo um sentimento de inveja.

Dentro de uma empresa, o sucesso individual de várias pessoas contribui para o resultado coletivo. Com isso, todos têm a ganhar. Se você realmente pensa dessa forma, talvez seja mais um indicativo de que está pronto para se tornar um gestor de equipes.

Bons líderes são aqueles preocupados em ver o êxito de todos os colaboradores. Para quem comanda um time, vale o sentimento de que a falha individual deve ser sentida por todos. Como no futebol, ninguém perde o jogo sozinho, e tampouco o vence sem a contribuição dos colegas.

E, por falar em futebol, você sabia que o esporte mais praticado do mundo ensina boas lições a gestores de equipes? Veja quais são elas neste artigo.

A melhor ferramenta para o gestor de equipes

Agora você já sabe quais são os principais sinais que indicam se alguém está pronto para se tornar um gestor de equipes. Se você possui várias dessas características, tem grandes chances de ser um líder de sucesso.

Vale lembrar que reunir diferentes virtudes não basta para gerir um time de colaboradores. É fundamental recorrer também à ferramenta certa para ampliar a produtividade individual e coletiva.

O Neotriad é o software desenvolvido para otimizar a rotina das equipes. A ferramenta facilita a delegação de tarefas e o controle do tempo no dia a dia. Saiba como o Neotriad funciona e aproveite para fazer um teste grátis por 14 dias.




Deixe seu comentário