consistência,mudança de hábito,software,

maio 25, 2017

Consistência: uma virtude que precisa ser mais valorizada


Você já parou para pensar que às vezes incorpora uma atividade importante à rotina e pouco tempo depois a deixa de lado sem atingir os resultados esperados? Isso pode acontecer com qualquer pessoa e, fundamentalmente, é causado pela falta de consistência. Todos precisam de consistência – que está intimamente ligada à ideia de continuidade – para manter atividades pessoais e profissionais.

Você se considera uma pessoa consistente? Neste artigo trazemos alguns insights sobre essa virtude que por vezes acaba esquecida, mas é tão importante na busca pelo sucesso.

Começo, meio e fim

Se tornar consistente não é fruto de uma fórmula mágica, mas um processo que deve ser contínuo. A interrupção abrupta pode colocar tudo a perder.

Por exemplo, alguém coloca na cabeça que precisa emagrecer e começa uma dieta com o objetivo de perder 10 quilos em três meses. Ao final do primeiro mês, a pessoa já perdeu cinco quilos, mas começa a relaxar e volta à antiga alimentação desregrada. Pouco tempo depois aqueles cinco quilos voltam e a pessoa se desmotiva por se julgar incapaz de conquistar objetivos a médio e longo prazo. Esse é um caso típico de falta de consistência.

O entendimento de que um processo deve ter início, meio e fim para ser concluído é a base para se tornar uma pessoa consistente. Pode ser também algo sem um término predeterminado como a implementação de uma mudança cultural na empresa. A adoção de um software corporativo, por exemplo.

(Em vídeo recente, Christian Barbosa – especialista em produtividade e gestão do tempo – aborda dois conceitos que têm tudo a ver com o tema deste artigo: foco e persistência. Segundo ele, “o foco é produto da persistência”. Clique aqui para assistir ao vídeo).

A sociedade do imediatismo

Embora muitas vezes seja deixada de lado, a consistência conquistou um valor especial na sociedade atual, em que somos cobrados e estimulados a obter resultados quase imediatos. É uma grande armadilha ter como normal esse comportamento, as coisas não são assim.

O trabalho só é bom e apresenta resultados de impacto quando executado dentro de um planejamento. Nada de colocar a carroça à frente dos bois. Conforme dito acima, as coisas precisam de começo, meio e fim.

A conclusão disso é que, para triunfar na sociedade do imediatismo, os profissionais devem fechar os ouvidos para as cobranças excessivas e a pressa para resolver tudo. Quem é consistente sabe a hora de dizer “não” e de manter o planejamento para entregar um produto final de excelência.

(Saber dizer não é uma das dicas do artigo “7 coisas que você deve ignorar para ser mais feliz e bem-sucedido”, que traz alguns ensinamentos valiosos para quem quer prosperar sem perder a alegria de viver)

Além de dosar a atenção aos estímulos externos, é fundamental controlar as próprias expectativas. Hoje em dia, estamos propensos a achar que tudo se resolve de uma hora para outra.

“Acabei de concluir um curso de finanças. No mês que vem serei um dos principais investidores na bolsa de valores e ficarei rico”.

É óbvio que não funciona assim. O diploma no curso é o início do processo de desenvolvimento profissional, que terá uma evolução contínua se a pessoa demonstrar consistência.

Vale fazer uma ressalva nesse ponto: em alguns momentos precisamos atender ao imediatismo da sociedade (e ao nosso próprio). Para encarar isso sem traumas, uma boa dica é subdividir tarefas em atividades menores para sempre cumprir metas, uma a uma. Pense no objetivo de construir uma casa, é claro que não será possível fazê-lo do dia para a noite. Dê tempo ao tempo, um tijolo após o outro.

Os 3 Cs de Pyong Lee

O sul-coreano Pyong Lee, fenômeno do YouTube especializado em hipnose e ilusionismo, tem uma teoria interessante que corrobora com o que apresentamos até aqui sobre a importância da consistência. Pyong acredita que a performance e o sucesso estão diretamente relacionados ao conceito dos 3 C’s: conteúdo, consistência e congruência.

O primeiro “C” é a base para vencer em qualquer mercado concorrido. Ter conteúdo de qualidade é o ponto de partida para se destacar e conquistar relevância. Pyong orienta que devemos oferecer um conhecimento que agregue valor à vida das pessoas.

O segundo “C” apresentado no conceito do sul-coreano é justamente a consistência. A visão de Pyong sobre a consistência é bastante atrelada à ideia de se manter sempre atualizado para gerar novos conhecimentos. Não é porque você já tem domínio em determinada área que não possa se desenvolver mais e trazer novas abordagens sobre o tema. A consistência está, portanto, no aprendizado contínuo. Tenha sempre em mente que parar é um convite à estagnação e que sempre haverá alguém que não parou de se atualizar.

Por fim, o terceiro “C” é a congruência. Pyong Lee entende que é preciso aplicar na prática o se quer passar para as pessoas, não adianta você querer ensinar algo e não dar o exemplo. Ou por acaso alguém tem confiança em um personal trainer gordo? Daí a importância da congruência.

A teoria dos 3 C’s é assunto de um recente vídeo gravado por Pyong Lee e Christian Barbosa durante o evento MindPro, que aconteceu em São Paulo em maio. O sul-coreano foi responsável por uma das principais palestras que fizeram parte do encontro.

Uso de software precisa de consistência

A realização de mudanças só é possível quando se tem consistência. Suponha que uma empresa queira aperfeiçoar seus processos internos porque o sistema manual tem se mostrado lento. A adoção de um software específico para isso seria o caminho natural, mas qualquer mudança pode gerar resistência no início.

Como superar isso? Com consistência.

A implementação de um software não é uma mudança qualquer, pois envolve a adaptação de toda a equipe à ferramenta. Naturalmente, alguns colaboradores sentirão dificuldade e podem pedir para voltar ao sistema anterior. Cabe ao gestor demonstrar foco para contornar as objeções e ter consistência para manter firme sua posição de que aquela mudança só vai trazer benefícios à equipe.

Que tal testar a sua consistência?

Melhorar a organização e a produtividade da equipe é o sonho de qualquer gestor, mas realizar isso manualmente tem se mostrado uma tarefa árdua. Existe uma solução digital que entrega resultados bastante significativos. O software Neotriad permite o gerenciamento de equipes e disponibiliza indicadores reais de produtividade para aprimorar a gestão de processos.

Está na hora de transformar teoria em prática. Equipes precisam de consistência para executar uma mudança cultural e não deixar que as coisas caminhem de volta à estaca zero meses depois. Acredite sempre na continuidade.

Clique aqui e faça um teste grátis de 14 dias no Neotriad.




Deixe seu comentário