liderança,

agosto 30, 2016

Estilos de Liderança: escolha quem você quer ser


Para que um negócio seja bem-sucedido, é essencial ter alguém que toque a empresa com maestria e consiga extrair o melhor de todos os envolvidos com os processos. Essa pessoa é o líder, que comanda por sua capacidade, humildade, carisma, experiência, comunicação eficaz, entusiasmo e, o mais importante, pelo exemplo.

Atualmente, essa habilidade é ainda mais importante, especialmente se levarmos em consideração que os clientes estão mais exigentes e seletivos, que o mercado está mais saturado de novos concorrentes e que passamos pela maior recessão econômica das últimas décadas.

Todavia, acreditar que todo líder possui as mesmas características é um equívoco; existem estilos de liderança totalmente diferentes, assunto que discutiremos hoje. Continue lendo nosso post e fique por dentro do assunto!

Diferença entre líder e chefe

Nem todo chefe é um líder, assim como nem todo líder é um chefe. Essa afirmação é cada vez mais comum, mas ainda existem dúvidas sobre o assunto. Para continuar com o tema, é importante diferenciarmos as duas posições.

Um chefe é alguém que possui o poder posicional, ou melhor, aquele outorgado por conta da sua posição dentro da empresa (ex.: supervisor, gerente ou diretor). Por outo lado, um líder nem sempre possui este tipo de poder, podendo ele ser um operário ou um grande executivo. Sua habilidade de influenciar e conduzir pessoas não dependerá de sua altura na hierarquia.

Muitas vezes, um chefe se utiliza do seu poder posicional para ameaçar e coagir seus colaboradores e, dessa forma, atingir seus interesses. Além disso, costuma exigir mais do que oferece ao time de trabalho, característica que gera atritos e acaba por desgastar as relações interpessoais.

Os líderes também possuem inúmeras características, as quais variam de acordo com seus estilos de liderança, porém, geralmente, são pessoas cativantes, decididas e visionárias, que sonham grande e colocam todos para sonhar junto.

Podemos falar de grandes líderes como, por exemplo, Mahatma Gandhi, Martin Luther King e Nelson Mandela, que não tinham nenhum poder posicional, apenas a capacidade extraordinária de influenciar.

As duas posições podem (e devem) andar juntas. Líderes são feitos para posição de chefia e chefes devem buscar desenvolver sua capacidade de liderança, que é nata, mas também pode ser adquirida.

Principais estilos de liderança

Nem todos os líderes possuem as mesmas características, fato que já mencionamos. Existem habilidades que sempre devem ser observadas para se identificar o estilo predominante de liderança.

Quando paramos para estudar mais profundamente, descobrimos diversos estilos que são estudados por psicólogos e especialistas de todo o mundo, mas são três os que realmente importam, pois todos os outros são pequenas variações.

Os três principais estilos, que possuem características bastante peculiares, porém complementares, são: Liderança Autocrática, Liderança Democrática e Liderança Liberal. Vamos observar melhor cada estilo:

Liderança Autocrática

É fácil presumir suas principais características, pois este estilo também é conhecido como autoritário ou totalitarista. O líder autocrático é alguém centralizador, que decide sozinho e gosta sempre de que tudo, absolutamente tudo, esteja sob seu controle.

Este tipo de líder costuma tomar as rédeas da situação e resolver o máximo de coisas sozinho, sem consultar seus colegas de trabalho ou subordinados. O líder totalitarista gosta de ser o centro das coisas e fazer com que tudo gire ao seu redor.

Este estilo de liderança pode prejudicar os negócios, visto que há pouca participação dos demais envolvidos com a tomada de decisões e estratégia da organização. Os colaboradores são partes indispensáveis do processo produtivo, e, quando não são reconhecidos como tal, é esperado que se sintam desmotivados e acabem por produzir menos.

Liderança Democrática

O líder democrático costuma ouvir os demais colaboradores da empresa antes de tomar qualquer decisão. Desse modo, podemos afirmar que a liderança é praticada por todos os envolvidos e que a direção tomada pela empresa não depende apenas de uma pessoa.

O líder democrático sente prazer em compartilhar as coisas e ter certeza que todos (ou a grande maioria) está de acordo com seus projetos, sem isso, nada feito. Para este líder, a palavra-chave é o “nós”, assim, é evidente o valor do time de trabalho.

No dia a dia, este tipo de liderança também pode trazer problemas para a empresa, levando em consideração sua onerosidade para tomada de decisões. Nos negócios, muitas vezes, é importante tomar decisões arriscadas, mesmo que nem todos estejam de acordo.

Liderança Liberal

Este tipo de líder tem uma característica bastante peculiar, pois gosta de equipes que tomem as rédeas da situação e resolvam os problemas, com pouca ou nenhuma interferência.

O líder liberal passa muitas vezes despercebido, pois costuma delegar tarefas, transferir responsabilidades e ter por perto pessoas que não necessitam ser orientadas o tempo todo.

Nesse caso, é provável que ocorra um grande problema quando a equipe é negligente ou incapaz de se autoliderar, trazendo complicações para toda a empresa. Muitas vezes, os colaboradores necessitam ser direcionados, o que pouco acontece nesse caso.

O estilo de liderança ideal

Como podemos observar, nas três principais linhas de liderança existem problemas que, se não observados, podem prejudicar e conduzir à falência a organização. Com isso, a grande dúvida é: qual o estilo de liderança ideal?

A verdade é que não há um estilo que seja impecável e determinante para o sucesso da empresa, pois o sucesso dependerá sempre de três coisas: do próprio líder, dos seus liderados, e do contexto no qual a empresa se encontra.

Liderança situacional

Assim, é um grande erro afirmar que o estilo de liderança democrático é mais importante do que o liberal, ou vice-versa, visto que existem outros fatores determinantes para que a tarefa seja ou não bem-sucedida.

Em tempos de crise, por exemplo, talvez seja melhor um líder que tome as rédeas do negócio do que um que queira ouvir todos. Em tempos de sucesso, por outro lado, um líder liberal pode demostrar confiança na equipe e engajar todos na busca por melhores resultados.

Com isso, surge um novo conceito, o de liderança situacional, em que a postura do líder dependerá da própria situação, recorrendo ao estilo que conduza aos melhores resultados. Para isso, é necessário inteligência emocional e foco total nos resultados.

E então, agora que já conhece os principais estilos de liderança, está pronto para ser um líder melhor? Deixe seu comentário em nosso post e compartilhe conosco suas experiências!




Deixe seu comentário