geração y,

26 de julho de 2016

Geração Y: aprenda a superar os desafios desta liderança


A Geração Y é conhecida pela sua alta afinidade com a tecnologia, engajamento com causas sociais e pela busca constante de novos desafios e atividades que tragam um propósito para suas vidas.

Dinâmicos, os integrantes dessa geração — também conhecidos como millenials — apresentam um enorme potencial para empresas em termos de inovação e capacidade de produtividade. No entanto, há uma dificuldade muito grande em manter essa geração de profissionais engajada, reter talentos e evitar o conflito de gerações.

E, se pensarmos um pouco mais adiante, veremos que na Geração Y estão os futuros líderes das empresas, o que traz uma urgência ainda maior em desenvolver e adaptar novas formas de gestão que possibilitem lidar com esse perfil tão diferente do que estávamos acostumados até então.

Como fazer isso? Continue lendo o nosso post e entenda um pouco mais sobre a Geração Y e como superar os desafios dessa liderança!

  • 1.Geração Y: conheça as principais características deste grupo
  • 2.Conflito de gerações: desafios na liderança da Geração Y
  • 3. Maneiras de superar as dificuldades de liderar a Geração Y
  • 4. Benefícios de liderar a Geração Y
  • 5. Otimização da produtividade da Geração Y
  • 6.Conclusão
  • 1. Geração Y: conheça as principais características deste grupo

    Em 2020, a maioria da força de trabalho será correspondente a pessoas nascidas entre 1980 e o começo dos anos 2000, ou seja, os profissionais da Geração Y. Esse dado só prova que ignorar uma mudança tão grande de perfil no ambiente corporativo não vai fazer com que os millenials desapareçam e o problema deixe de existir.

    Por isso, o primeiro passo para desenvolver técnicas mais adequadas de liderança da Geração Y é compreender quem são e o que querem essas pessoas. A seguir, listaremos as principais características que você não pode deixar de conhecer sobre os millenials!

    As expectativas são altas — e muito!

    A Geração Y não aceita aquela visão de que o trabalho é apenas uma forma de ganhar dinheiro para conquistar o que se deseja na vida. Eles querem ser constantemente desafiados e inspirados. Por isso, questionam antigos padrões e a forma como as coisas são feitas, o que faz, inclusive, com que eles sejam conhecidos como uma geração extremamente questionadora.

    Como os millenials possuem muitas opções disponíveis para escolher, ao contrário das gerações mais velhas, os líderes encontram um desafio enorme em manter essas pessoas engajadas e motivadas, sem que fiquem entediados e busquem novas opções no mercado.

    Claro que a recompensa monetária também conta, no entanto, a Geração Y também busca formas de se sentir pessoalmente realizada com os seus trabalhos. Ou seja, a atividade que executam precisa trazer algum senso de propósito para suas vidas, além de fazer uma diferença real na sociedade.

    Ao contrário do que se acredita, eles são leais

    A tendência é acreditarmos que a Geração Y não é leal ao trabalho, justamente porque seus integrantes estão constantemente em busca de oportunidades que os façam sentir realizados e pertencentes ao todo maior. No entanto, essa visão é falha e não reflete de forma exata o comportamento dos millenials.

    Parece confuso? Vamos explicar! A média de empresas pela qual um profissional da Geração Y passa durante a vida é sim maior do que a das gerações anteriores, mas isso não significa que ele seja menos leal. É só parar para observar as filas enormes que se formam quando a Apple faz um novo lançamento e você começará a entender como uma empresa pode, sim, conquistar essa geração.

    Ou seja, oferecer um emprego estável e a possibilidade de conquistar novos cargos não é mais suficiente para manter os millenials engajados. Por isso, as empresas precisam buscar novas formas de reter os talentos.

    Eles não são fáceis de se enganar

    Talvez a Geração Y seja uma das que possui mais conhecimento até então. Basta uma busca rápida na internet para que aprendam em minutos como fazer praticamente qualquer coisa.

    E é exatamente por isso que, ao contrário das gerações anteriores, eles não sentem a necessidade de trabalhar em uma empresa por anos para, só depois, tomarem coragem de pedir uma promoção ou acharem que é a hora de equilibrar melhor a vida pessoal e profissional.

    Eles também não acreditam nos jargões corporativos ou confiam cegamente que os líderes sabem de tudo e possuem todas as respostas, por isso, eles preferem trabalhar com pessoas autênticas e que não tentam agir como se fossem perfeitas e jamais errassem.

    O trabalho precisa ser prazeroso

    A Geração Y quer se divertir e encontrar prazer em tudo que faz, e isso envolve também o trabalho. Ficar preso a uma atividade que não seja prazerosa é algo inadmissível para eles e a frase “trabalho não é diversão” não tem espaço na vida dos millenials.

    Isso não significa que você, enquanto líder, tenha que se transformar no rei da comédia, no entanto, pode ir colocando de lado aquele pensamento de que é impossível encontrar prazer no trabalho ou que esse é um ambiente que deve ser totalmente sério e formal.

    Colaboração é a palavra de ordem

    A Geração Y responde muito melhor a líderes que são colaborativos e trabalham em conjunto com as suas equipes para encontrar soluções. Eles gostam de ser incluídos e de participar ativamente de todo o processo, e não apenas receber ordens e executar tarefas.

    Por isso, se você é uma pessoa controladora e centralizadora, dificilmente conseguirá liderar e engajar os millenials.

    2. Conflito de gerações: desafios na liderança da Geração Y

    Uma das maiores dificuldades da liderança da Geração Y costuma ser o conflito de gerações, justamente porque os objetivos e a visão do que o trabalho representa são muito diferentes entre os millenials e os profissionais com mais tempo de experiência.

    O segredo para liderar diferentes gerações é justamente saber como tirar o melhor de cada uma delas e transformar as diferenças em aspectos positivos e que contribuam para o crescimento da empresa como um todo.

    Algumas estratégias de gestão para diminuir o conflito de gerações

    Como é impossível — e nada benéfico — que uma empresa possua apenas um perfil de profissional, o melhor a fazer é aprender a minimizar as diferenças e tentar aproximar as diferentes gerações para que elas trabalhem em conjunto e, dessa forma, os conflitos diminuam.

    Pensando nisso, listamos algumas atitudes que você pode começar a tomar para não deixar as diferenças atrapalharem e integrar ainda mais esses profissionais com visões tão diferentes.

    Promova interações

    Isolar as gerações para que cada uma fique no seu canto não vai fazer com que os conflitos sumam, pelo contrário, esse tipo de atitude só tende a enfatizar ainda mais as diferenças entre os profissionais. Por isso, é importante encontrar formas de fazer com que os colaboradores trabalhem em conjunto e se ajudem mutualmente.

    Nesse sentido, uma excelente estratégia é promover atividades de mentoria em que cada profissional consiga ajudar e passar seus conhecimentos para os outros. Os colaboradores mais novos podem aprender com a experiência dos mais velhos, enquanto os mais velhos são incentivados a aceitar a ajuda e a abrir a mente para novos caminhos e formas de trabalho.

    Foque no resultado final

    As gerações mais velhas já estão acostumadas com algumas formas de trabalho que serão completamente diferentes das utilizadas pela Geração Y. Isso não significa que uma está certa e outra errada e nem tampouco que uma é mais efetiva que a outra.

    Para diminuir o conflito de gerações, o líder deve focar no resultado final, e não na forma como as coisas precisam ser feitas. Assim, cada um consegue trabalhar da maneira como está adaptado e no seu ritmo, sem comprometer o sucesso do todo. Afinal, o que realmente importa é onde a sua equipe vai chegar e não o caminho que foi percorrido para isso acontecer.

    Mantenha os colaboradores engajados

    Independentemente da geração, uma coisa é fato: os colaboradores não vão entregar o seu melhor e se comprometer totalmente se não estiverem motivados. Por isso, investir em treinamentos constantes e orientação de carreira é fundamental para que toda as gerações se mantenham engajadas a superarem as expectativas.

    Aqui, ainda vale a pena ressaltar que é preciso respeitar o processo e aprendizagem de cada geração. Enquanto os mais velhos costumam preferir métodos tradicionais, como apresentações de Power Point e reuniões, os millenials tendem a absorver melhor o conteúdo quando ele é transmitido de formas interativas e com o apoio da tecnologia.

    Dê voz a todos

    Todos os colaboradores precisam se sentir parte da tomada de decisões da empresa, por isso, é muito importante que todos consigam apresentar suas ideias e preocupações de forma aberta e honesta. Crie canais para ouvir o feedback de todos e mostrar que a empresa se preocupa e está disposta a melhorar constantemente.

    Novamente, é importante respeitar a maneira como cada geração se comunica. Os mais velhos podem preferir o telefone ou a comunicação pessoal, enquanto a Geração Y provavelmente tentará evitar o contato mais próximo e usará mensagens instantâneas ou e-mails para se comunicar.

    De qualquer forma, o importante é permitir com que cada um se comunique da forma que está acostumado em vez de implementar políticas restritas e que dificultem a troca de experiências e a interação entre os colaboradores.

    3. Maneiras de superar as dificuldades de liderar a Geração Y

    Já que a Geração Y só tende a aumentar a sua presença nas empresas nos próximos anos e ignorar esses profissionais não é uma solução eficaz nem de longe, listamos algumas maneiras simples e que você pode começar a adotar ainda hoje para superar as dificuldades de liderança dos millenials, confira!

    Comece a próxima reunião com um assunto não relacionado ao trabalho

    Todo começo de semana ou de mês você reúne a sua equipe para fazer um acompanhamento das pendências e ficar a par de como andam os projetos? Na próxima reunião, tente começar com um assunto que não está relacionado ao trabalho. Por exemplo, em vez de fazer um check list das pendências dos projetos, peça para que cada um conte o acontecimento mais memorável do seu final de semana.

    A Geração Y não gosta de ser vista como apenas mais uma peça da engrenagem para a empresa funcionar, e sim, de ser reconhecida como um ser humano que exerce algum tipo de importância na organização. Por isso, nada melhor para mostrar que cada indivíduo importa do que demonstrando interesse pelas suas vidas e mostrando que você também é um ser humano que se diverte e possui hobbies como qualquer outra pessoa.

    Desafie para que eles se superem em um projeto

    A Geração Y está cheia de energia e busca constantemente por formas de melhorar e superar seus limites. Por isso, no próximo projeto em que você for trabalhar com a sua equipe, deixe claro que você espera que eles ultrapassem seus limites e saiam da zona de conforto para entregar resultados extraordinários! Desafiar os millenials é uma forma de mantê-los interessados e engajados com as atividades.

    Demonstre real apreciação por tarefas simples

    Essa é uma dica que transcende gerações e, inclusive, ajuda a diminuir os conflitos que falamos no tópico anterior. No entanto, reconhecer pequenas contribuições que um indivíduo trouxe pela equipe fará você ganhar uns pontos extras com a Geração Y.

    Como líderes, é muito comum que tenhamos a tendência de sermos extremamente críticos e estarmos constantemente buscando formas de melhorar a performance de nossos times. Não se esqueça de que valorizar os pontos positivos e as pequenas conquistas faz toda a diferença na hora de engajar e motivar o time a continuar, principalmente quando falamos da Geração Y.

    Por isso, elogie e reconheça quando alguém fizer algo simples ou, até mesmo óbvio, mas que acrescente alguma melhoria para a equipe e torne o trabalho mais produtivo ou criativo.

    4. Benefícios de liderar a Geração Y

    Não é só de dificuldades e obstáculos que a liderança da Geração Y é formada. Essa geração de profissionais também apresenta excelentes vantagens que, se aproveitadas da maneira correta, podem trazer grandes benefícios para a sua organização!

    Ainda não está convencido? Então vamos te provar!

    Eles sabem trabalhar em equipe

    A Geração Y tem um senso de coletividade muito grande e é por isso que seus integrantes tendem a rejeitar reuniões formais e a trabalhar melhor em espaços colaborativos. Em vez de criar as famosas “panelinhas” do escritório para espalhar fofocas, eles preferem construir relacionamentos saudáveis e amigáveis com todos, facilitando o trabalho em equipe e criando um ambiente muito mais agradável e produtivo para a empresa.

    A tecnologia está longe de ser um problema

    Como você já está cansado de saber, os millenials nasceram em meio à tecnologia e são sempre os primeiros a ficar sabendo e a adotar as novidades. Além disso, eles entendem que esse tipo de recurso é uma poderosa ferramenta para melhorar a produtividade e tornar a empresa mais competitiva e inovadora. Por isso, você dificilmente encontrará alguma resistência a mudanças e, inclusive, pode descobrir diversas formas novas e melhores para tornar os processos mais rápidos e baratos.

    O aprendizado é um motivador

    A Geração Y é altamente adaptável e gosta de aprender e descobrir coisas novas. E essa é uma poderosa ferramenta com a qual você pode trabalhar para tornar a sua equipe mais produtiva e criar mais diferenciais para a sua empresa. Afinal, a capacidade de adaptação e de inovação são fundamentais para que qualquer empresa consiga se reinventar e continuar crescendo.

    Eles possuem consciência social

    Muitos chamam a Geração Y de egoísta, no entanto, os millenials são muito envolvidos com a comunidade e sabem da importância de apoiar seus colegas e a sociedade de uma forma geral. Esse fato fica bastante claro quando notamos que a maioria dos millenials busca por empregos que possuam um propósito maior e colaborem de alguma forma para o mundo.

    A consciência social não é apenas importante para desenvolver e apoiar causas, como também para criar um senso de coletividade e colaboração muito maior dentro da empresa.

    5. Otimização da produtividade da Geração Y

    Quer saber como liderar de forma eficaz e motivar os millenials? Pois fique sabendo que existem algumas estratégias que você pode adotar para aumentar a produtividade da Geração Y e aproveitar o que esses profissionais têm de melhor para criar mais valores para a sua empresa.

    Fracione o trabalho para aumentar o nível de atenção

    A Geração Y tende a dispersar rapidamente ou a ficar entendiada quando executa a mesma tarefa por muito tempo. Isso faz com que eles comecem a realizar outras atividades menos importantes ou, até mesmo, a querer deixar o trabalho de lado por um tempo para “refrescar” a concentração.

    Para evitar com que isso aconteça, fracione o trabalho em séries de 15 a 20 minutos, com intervalos de 5 minutos entre elas. Isso faz com que o cérebro passe a entender que terá uma folga em breve e, dessa forma, se concentre mais nas atividades. Ou seja, apesar de parecer que trabalha-se menos, na verdade, você dará um gás de produtividade em sua equipe.

    Crie um ambiente agradável

    É muito importante que você consiga transformar a sua presença no ambiente de trabalho como algo positivo e que traga um senso de tranquilidade e segurança para a sua equipe, e não instaure uma cultura baseada no medo e no poder.

    Por isso, mostre para o seu time que você confia no trabalho que eles estão realizando e está lá para ajudar e dar apoio caso necessário. Afinal, não há nada pior para a Geração Y do que trabalhar com líderes centralizadores e autoritários.

    Permita o erro

    A Geração Y tem sede por inovação e pelo aprendizado, no entanto, ambos só são possíveis se o erro não for tratado como algo abominável por você e pela sua empresa.

    Lembre-se de que, quem não erra, dificilmente conseguirá superar as expectativas ou apresentar soluções criativas, por isso, direcione a sua liderança para que ela incentive o “pensar fora da caixa” e deixe os colaboradores da Geração Y livres para trabalharem da melhor forma.

    Isso tudo, claro, sem deixar de estar sempre presente e servindo como um porto seguro e suporte para quando a sua equipe precisar.

    Não os diga o que fazer, dê opções

    Esse pode parecer um conselho engraçado, mas a Geração Y detesta receber ordens e ter alguém dizendo o que eles precisam ou não fazer. Por isso, é importante usar uma abordagem diferente para que você consiga manter a ordem e fazer com que as normas sejam cumpridas.

    Em vez de impor para os profissionais que eles precisam fazer algo porque assim foi decidido, dê algumas opções a respeito da situação. Por exemplo, se há um projeto grande que precisa ser entregue em um prazo curto, diga que se a entrega for feita rapidamente os intervalos poderão ser maiores naquele dia ou que cada membro da equipe pode escolher um período para ir embora mais cedo.

    Com esse tipo de abordagem, os millenials entendem que estão no controle da situação e não se sentem incomodados por receber ordens.

    Ofereça recompensas intangíveis

    É claro que os aumentos de salário e as promoções também são importantes para a Geração Y, no entanto, as recompensas e os benefícios intangíveis também possuem um importante papel para motivar e reter os talentos dessa geração.

    Pense em formas de recompensar o trabalho e o cumprimento das metas de formas diferentes e que realmente gerem algum valor para a sua equipe. Muitas vezes, uma simples folga ou um dia diferente com todos fora do ambiente de trabalho pode fazer toda a diferença para motivar e aumentar a produtividade dos millenials.

    6. Conclusão

    A Geração Y não é nenhum bicho de 7 cabeças. O fato de pessoas tão diferentes estarem em número cada vez maior no mercado de trabalho causa um estranhamento e pode gerar certa preocupação, afinal, a forma como as coisas vinham sendo feitas não está gerando os mesmos resultados.

    É importante entender que essa geração não é melhor nem pior que as anteriores, mas diferente. Por isso, novas técnicas de gestão e uma mudança no comportamento organizacional precisarão ser adotados para atrair e reter os millenials.

    Quando você entende como são, o que querem e o que os membros da Geração Y entendem como valor, fica muito mais fácil de se adaptar enquanto líder e de direcionar ações que façam com que esses indivíduos deem o melhor de si e gerem ainda mais valor para a sua empresa!

    Quer receber mais dicas sobre gestão e liderança? Então não deixe de conhecer o nosso site e entender como soluções tecnológicas podem ajudar a sua equipe a ser mais produtiva e engajada!

    3 Comentários

    1. Thais disse:

      Por favor, preciso saber o nome do autor desse artigo, para colocar nas referências.

    2. maria socorro freire pardini disse:

      Estava encontrando dificuldade para responder uma pergunta da atividade da Faculdade,atraves deste texto encontrei a resposta.




    Deixe seu comentário