colaborador,empresa,gestor de equipes,liderança,neotriad,performance,produtividade,resultados,vida pessoal,

8 de novembro de 2018

Gestão de equipes: aprenda 4 lições do chefe de inovação da Ford


Ter uma boa gestão de equipes está entre os principais objetivos de qualquer empresa. Entretanto, muitos líderes encontram dificuldades para manter os colaboradores sempre no pico de sua produtividade. Então, como melhorar a gestão de equipes?

Ken Washington, vice-presidente de tecnologia e inovação da Ford, tem algumas orientações importantes para quem deseja melhorar a gestão de equipes. Todas elas estão associadas à necessidade do diálogo.

Segundo Washington, boas conversas podem ser decisivas para levar o seu time a melhores resultados. Confira as quatro dicas de uma das principais mentes da indústria automobilística norte-americana.

1. Faça bom uso das ferramentas mais básicas

Muitas pessoas consideram o e-mail uma ferramenta obsoleta, sobretudo na realidade de comunicação em tempo real via WhatsApp. Porém, o e-mail tem papel fundamental na organização de um gestor de equipes – principalmente porque as mensagens ficam devidamente arquivadas nos programas de gerenciamento.

Ken Washington mantém a sua caixa de entrada bem segmentada para facilitar a localização de mensagens importantes. A dica é utilizar cores para classificar os tipos de remetentes e as categorias de mensagens. Com isso, há menos risco de perder tempo com e-mails irrelevantes que interrompem a rotina e derrubam a produtividade.

Além de se manter ligado em sua caixa de entrada, Ken Washington não abre mão de seu bloquinho de anotações. Papel e caneta são uma dupla simples e poderosa para a organização do dia a dia. O executivo ressalta que essas ferramentas mais básicas não requerem nada para funcionar. Acabou a energia elétrica? A internet está instável? A bateria do notebook está fraca? Papel e caneta podem resolver seus problemas.

Na gestão de equipes, e-mail e anotações em papel ajudam o líder a se manter inteirado do que está acontecendo. Porém, é válido também adotar um software próprio para isso.

2. Tenha boas conversas olho no olho

O diálogo é um instrumento de transformação que deve ser valorizado pelo gestor de equipes. Muitas vezes, na correria da rotina, os líderes não conseguem ter boas conversas com os membros do time. Mas é fundamental encontrar algum espaço na agenda para essa atividade.

Segundo Ken Washington, um dia bom é aquele em que ele consegue conversar individualmente com um colaborador por pelo menos 30 minutos. Ele aponta que esses papos, ainda que informais, ajudam a inspirar as pessoas a fazerem um trabalho cada vez melhor.

A ideia de Washington é que o líder atue como propulsor da evolução de cada pessoa que integra a empresa. Essas conversas olho no olho são ainda mais proveitosas quando feitas com outros profissionais que ocupam cargos gerenciais. Com isso, eles podem passar a mensagem para os demais colaboradores e manter a empresa em uma linha de crescimento.

As conversas francas são, ainda, uma oportunidade para aparar arestas. Cabe ao líder identificar as situações em que um puxão de orelha é necessário para manter a performance em alto nível.

3. Enxergue seus colaboradores como prioridade

Uma das atitudes recorrentes no dia a dia de Ken Washington é fazer visitas a diferentes equipes da Ford. O vice-presidente avalia que esses pequenos “passeios” pela empresa são muito positivos para a produtividade dos colaboradores.

A ideia aqui não é criar um sentimento de alerta nos funcionários. As visitas não têm a finalidade de checar se alguém está parado ou se algo saiu do previsto. Washington busca, fundamentalmente, ter uma percepção mais aguçada do que suas equipes estão produzindo.

Para um líder, essa atitude proporciona uma boa visão do panorama atual da empresa. Seus passos seguintes se tornam mais claros à medida que ele percebe, no contato pessoal, como o trabalho tem sido desenvolvido.

Em cada um dos passeios pela empresa, Ken Washington tem também a oportunidade de detectar pontos a serem trabalhados. Nesses casos, uma conversa com o gestor daquele departamento pode ter um efeito benéfico para os resultados coletivos.

Perceba que o tour pela empresa só se torna parte da rotina quando o líder enxerga seus colaboradores como prioridade. A ideia por trás dessa iniciativa é que cada pessoa contribui de forma decisiva para o sucesso do negócio. Portanto, a boa gestão de equipes passa pela valorização dos profissionais envolvidos.

4. Tenha tempo para você

Em muitos momentos, executivos e gestores de equipes se veem inundados por atividades que consomem 100% do seu tempo. O acúmulo de responsabilidades limita demais as horas para atividades pessoais. Ken Washington considera sagradas essas atividades, por isso faz questão de encaixá-las em sua rotina.

A mente criativa da Ford garante algumas horas para tocar guitarra, tirar fotos e refletir sobre novidades tecnológicas. Ou seja, trata-se da boa e velha conversa com si mesmo. Tudo isso o ajuda a se manter mentalmente focado e evita que a sobrecarga no trabalho o tire do eixo. Cada pessoa tem o seu próprio método de descompressão, o importante é não abrir mão desses momentos.

Líderes que se dedicam a hobbies não beneficiam apenas a eles mesmos. Vale a pena observar essa questão de maneira ampla e perceber os impactos possíveis. Quando um executivo está estressado e não encontra tempo para aliviar a tensão, os colaboradores são os primeiros a sofrer. Primeiro, levam broncas mais severas do que deveriam e, em outras situações, não têm o suporte que esperam de um gestor de equipes.

Por outro lado, líderes que dedicam algumas horas da semana a atividades pessoais conseguem manter a serenidade. Isso fica claro na abordagem adotada nas conversas e reuniões com funcionários e torna os feedbacks muito mais produtivos.

O software ideal para melhorar sua gestão de equipes

As dicas de Ken Washington são muito valiosas para líderes aprimorarem a relação com os seus colaboradores e extraírem sempre o melhor de cada um deles. Porém, é recomendável também adotar uma ferramenta totalmente dedicada à gestão de equipes.

Profissionais que ocupam cargos gerenciais não conseguem acompanhar pessoalmente o andamento de todos os processos. O ideal é mapeá-los em um ambiente digital de fácil acesso e compreensão.

No Neotriad, o gestor de equipes consegue seguir em tempo real as atividades de seus funcionários. A ferramenta ajuda a identificar gargalos de produtividade e a otimizar a delegação de tarefas.

Que tal começar uma revolução na gestão de equipes em sua empresa? Faça um teste grátis no Neotriad durante duas semanas!




Deixe seu comentário