amador,amadorismo,gestão de processos,processos,profissional amador,

outubro 26, 2017

A verdade que ninguém nunca te contou sobre o amadorismo


No ambiente corporativo, por vezes nos deparamos com profissionais que não desempenham as suas funções de forma satisfatória, seja por inexperiência ou inadequação ao cargo. Há momentos em que isso chega a tal ponto que eles parecem de fato serem amadores. Embora existam bons e maus profissionais em qualquer segmento, há diversos casos em que uma boa gestão de processos é solução para o amadorismo.

O artigo de hoje aborda essa questão. Você vai entender por que as empresas devem dar valor aos processos para não perder o controle sobre a qualidade de seus produtos e serviços. A gestão de processos é solução para o amadorismo, aquela ideia de que “fulano é incompetente mesmo e ponto final” está obsoleta. Claro que há casos específicos de pessoas inadequadas a determinada função que não são solucionados apenas pela organização nos processos. Mas, na maioria dos exemplos, a baixa qualidade do trabalho está associada a falhas nas diferentes etapas que compõem a entrega de um serviço.

Gestor de equipes deve abraçar os novatos

Classificar alguém como “amador” é uma maneira de depreciar seu trabalho e indicar que não se trata de alguém competente. No entanto, esse rótulo pode ser superado com processos organizados e uma dose de boa vontade.

Digamos que um novo colaborador chegue à empresa para executar determinada função sem ter uma ampla experiência na área. Não será uma surpresa que, nos primeiros meses, essa pessoa execute um trabalho longe do ideal, ou até mesmo amador. O foco do gestor de equipes deve ser encurtar esse período de adaptação para o novo funcionário ficar a todo vapor o mais rápido possível. Gestores irritadiços são duramente ineficazes em situações como essa, pois só vão retardar a adaptação do colaborador com broncas desmedidas. O papel do líder é ser uma espécie de tutor nesse caso.

(Leia também: 7 comportamentos que caracterizam líderes ruins)

 

adamorismo-2

Criação e gestão de processos, um santo remédio

O trabalho de um novato não vai deixar de ser amador e se tornar profissional do dia para a noite. Além da atenção especial do gestor, abreviar essa jornada passa pela organização nos processos. Quando o trabalho está bem esquematizado e os funcionários conhecem todos os passos, é muito mais fácil entregar um produto final de qualidade. Os menos experientes, se inseridos em uma empresa bem organizada, têm mais facilidade para entrar nos trilhos e entregar um trabalho de qualidade.

A palavra “processo” deveria ser como um mantra para as empresas, mas muitas delas ainda não dão o devido valor e perdem produtividade. Neste cenário, aqueles que saem na frente e fazem um desenho detalhado dos seus processos rapidamente ganham corpo nos seus respectivos segmentos. Talvez o que falte para mais empresas aderirem à gestão de processos seja uma visão ampla de todos os benefícios que essa organização pode trazer. Empresas que têm processos bem estabelecidos criam um ciclo virtuoso: cultivam uma relação profissional com fornecedores, entregam produtos e serviços de qualidade e, consequentemente, fidelizam clientes e consumidores. Isso sem mencionar a redução nos custos, já que o planejamento estratégico bem-feito evita os gastos extras e desnecessários.

Em linhas gerais, empresas que desenham seus processos com afinco têm muito a ganhar, assim como seus funcionários menos experientes. Mas afinal, como criar processos de forma eficaz e acessível a todos os colaboradores?

 

Criação de processos no Neotriad

Desenhar todos os processos de uma empresa não é tarefa fácil, por isso a ajuda de um software próprio para isso é providencial. O Neotriad não apenas contribui para o aumento da produtividade da equipe, mas também permite a construção e o mapeamento de processos.  Essa ferramenta digital – acessível a todos os funcionários – tem a vantagem de ser intuitiva e de fácil domínio. O ideal é que novos colaboradores sejam rapidamente introduzidos ao Neotriad para se familiarizarem com os processos da empresa e se tornarem muito produtivos em um curto espaço de tempo.

Para criar um processo dentro do Neotriad, o gestor deve seguir alguns passos bem simples, que começam na própria aba intitulada “Processos”. O software permite que cada processo seja bem customizado, desde a sua descrição até a lista de funcionários que serão responsáveis por ele. Também é possível inserir tarefas, compromissos e notificações pontuais ao longo do processo para torná-lo mais preciso.

Clique aqui para entender em detalhes todos os passos que compõem a criação de processos dentro do Neotriad.

 

Você sabe como o Neotriad funciona?

A criação e gestão de processos é apenas uma das funções desempenhadas pelo Neotriad. Confira abaixo outras funcionalidades da ferramenta:

 

  • Planejamento semanal: visualizar a semana seguinte na sexta-feira é uma atividade que qualquer pessoa deve colocar como prioritária. Esse olhar alguns dias à frente contribui para o planejamento pessoal e profissional, o que impacta positivamente a produtividade.

 

  • Priorização diária: muitos profissionais se tornam improdutivos quando a resolução de urgências se torna um problema rotineiro. A única forma de corrigir isso é com uma priorização consciente das atividades.

(A diferença entre tarefas circunstanciais, urgentes e importantes pode ser compreendida em detalhes no livro A Tríade do Tempo, de Christian Barbosa – maior especialista brasileiro em produtividade)

 

  • Equipes: é por isso que o Neotriad pode ser considerado o melhor amigo do gestor de equipes. Esta funcionalidade do software permite ao líder fazer a distribuição de tarefas entre seus colaboradores e definir responsabilidades. O resultado disso é um time mais comprometido e cada um plenamente consciente das suas atribuições.

 

  • Projetos: a aba de Projetos é bastante versátil. É possível criar projetos pessoais ou profissionais, individuais ou coletivos. Para os gestores, essa funcionalidade é muito oportuna porque ajuda a centralizar os esforços de determinados colaboradores para projetos importantes.

 

  • Relatórios: uma das bandeiras do Neotriad é a melhoria contínua nos processos, por isso os relatórios gerados pela ferramenta são vitais. Ao final de cada mês, o gestor pode avaliar os resultados individuais e coletivos para extrair lições e aperfeiçoar o planejamento do mês seguinte.

Veja mais detalhes de como funcionam estas e outras funcionalidades do Neotriad neste link.

 

A gestão de processos precisa estar no radar de todos os líderes empresariais. O Neotriad foi criado para otimizar o trabalho de criação de processos e elevar a produtividade das equipes. Nada melhor do que conhecer na prática, não é mesmo? Clique aqui e faça um teste grátis da ferramenta por duas semanas.

4 Comentários

  1. Erico Santos disse:

    Entendo o objetivo do programa estruturado para processo mais produtivos associado aos conceitos do Neotriad. Apenas alerto que o entendimento especifico das funções, com o mapa dos papeis, responsabilidades e produto final muito claro para o colaborador, antecede os conceitos de administração de mapeamento dos processo e suas interfaces em uma organização multidisciplinar.Esta clareza de definição funcional, que recorre a humanização dos lideres e funcionários no entendimento correto da sua posição a ser ocupada, seria o primeiro degrau para alta produtividade não apenas pela questão tempo, mas com a agregação do motivacional.Já me deparei com várias situações onde a mesma pergunta, sobre qual sua real função na empresa e o que deve ser entregue, retornar com inúmeras respostas divergentes para a mesma função dentro da mesma equipe. Muitas empresas fazem matrizes de responsabilidades ( RECI, RACI,etc;) mas poucas entendem ou realmente estudam de fato a efetividade deste mapeamento de funções sem mesmo diferenciar os conceitos entre responsabilidade e atribuições…gostei da abordagem com o termo “amadorismo” , até concordo que de fato muitas empresas são amadoras em seus processos, tenho certeza do sucesso de vocês nesse nicho de mercado, tanto pelo conceito quanto pela competência dos mentores por trás do software, porém na minha opinião, a base deste processo amador da corporações é a falta de abordagem em seu principio de definição de funções, sem produto final esclarecido…é como jogar um gato no rio e esperar que ele siga nadando para o lado oposto sem se afogar! Isso ocorre tanto para novatos, quanto para os experientes dentro da companhia! Um abraço!

    • Erico, agradecemos seu comentário!

      Concordamos com sua opinião! No caso de uma empresa que ainda não tenha processos definidos, realmente o conceito que você abordou se aplica perfeitamente.

      Em nosso artigo colocamos o exemplo de uma empresa que já tenha líderes de sucesso e com seus processos definidos em mente. Então da forma que aplicamos, fica muito mais simples e eficiente de apresentar para um novo colaborador como deve ser seguindo os procedimentos dessa empresa.

  2. Durval disse:

    Ótima abordagem!

    Sempre sigo o blog!




Deixe seu comentário