afetiva,autocrática,coercitiva,democrática,dirigente,lider,líder carismático,líder motivador,líder técnico,modelos de gestão,modelos de liderança,teoria dos traços,tipos de liderança,tipos de líderes,treinadora,

27 de setembro de 2016

Conheça 6 modelos de gestão e saiba como definir o seu


Apesar de ser uma característica presente em praticamente todas as espécies de animais já observadas, inclusive no ser humano, é no meio corporativo que a liderança se apresenta de forma mais complexa. Enquanto que na natureza a liderança é exercida — basicamente — pela força física, no mundo empresarial ela é exercida por uma diversidade de modelos de gestão.

Essa complexidade vem sendo construída nas últimas décadas, conforme a gestão de pessoas e dos negócios foi se desenvolvendo. Com a influência de diversas vertentes do comportamento humano, a liderança foi se desdobrando de um perfil coercitivo para tipos mais democráticos e até motivadores.

E, para que você possa definir em qual destes modelos de liderança você se encaixa, é preciso conhecê-los e entender tanto seus prós como os contras. Para isso, elencamos abaixo os principais tipos de lideranças. Confira!

Modelos de Gestão

Segundo pesquisa do Hay Group, empresa americana de consultoria de gestão global e especialista em compreender mais sobre o comportamento e seu impacto no desempenho das empresas, os principais tipos de liderança são:

1- Coercitiva

A liderança coercitiva, tão comum nas primeiras fases da Revolução Industrial, é exercida por líderes que têm perfil violento, seja verbal ou fisicamente. Mas, apesar de serem mal vistos devido à sua característica coercitiva, esses profissionais podem ser fundamentais em situações de extremo estresse e que exigem atitudes enérgicas.

Esse modelo de liderança tende a limitar os resultados positivos no dia a dia. Isso porque os demais profissionais da equipe tendem a se sentir limitados e a temer serem proativos devido às possíveis explosões de seu líder.

2- Autocrática

A liderança autocrática é aquela na qual o líder tem perfil centralizador, autoritário e focado apenas na execução das tarefas. Não é de se assustar que os líderes autocráticos tenham perfil coercitivo, pois a proposta é pregar o medo como respeito. E, ainda que seja um modelo muito comum nas empresas, este perfil de liderança tem se enfraquecido e se mostrado cada vez mais inviável.

Isso se dá devido às mudanças na sociedade. Uma liderança autocrática costuma tolher seus liderados, fazendo-os ter menos — ou nenhum — prazer ao empenhar suas obrigações trabalhistas. E é essa busca pela autorrealização profissional que tem contribuído para a não popularização do perfil autocrático.

3- Democrática

O líder democrático tem se popularizado na gestão das grandes empresas, principalmente das novas ou das que contam com muitos profissionais jovens (como os da Geração Y) em seus quadros de colaboradores. Trata-se de um modelo de liderança mais aberto, que permite ao líder uma interação positiva com seus liderados. Neste modelo, há um encorajamento da participação e o líder tem papel de facilitador do trabalho de seus liderados, orientando-os rumo à excelência.

Apesar de muito bem vista atualmente, a liderança democrática pode não ser toda essa maravilha quando aplicada a uma equipe inexperiente. Isso se dá justamente pela falta de experiência atrapalhar as tomadas de decisões. Com isso, os resultados entregues tendem a não serem satisfatórios como seriam em uma equipe sênior sob o mesmo tipo de líder.

4- Dirigente

Quando um líder é analisado e definido como visionário, certamente ele tem um perfil de liderança dirigente. Isso se dá porque este modelo de liderança é baseado na transparência e nos resultados em longo prazo. O líder dirigente motiva as pessoas e faz com que elas se sintam à vontade para seguir suas diretrizes.

Como todo modelo tem seu lado positivo, mas também o negativo, este tipo de líder tende a sofrer diante da necessidade de tomadas de decisão imediatas. Isso porque sua estratégia é focada no diálogo, o que tende a tomar muito tempo diante da necessidade de imediatismos.

5- Afetiva

O típico líder pai é desejado por muitos profissionais, principalmente os mais inexperientes. Esse tipo de liderança é focado no lado humano, ou seja, mais na pessoa do que na tarefa. Exatamente por isso é visto como um padrinho ou mesmo pai. E por isso mesmo que ele, geralmente, tem a lealdade e o alto desempenho de sua equipe como retribuição.

No entanto, trata-se de um perfil de liderança delicado, pois, exatamente por desenvolver fortes laços com sua equipe, a avaliação dela e, até mesmo, o processo de dispensa de colaboradores mediante, por exemplo, uma crise econômica, tende a desestruturar o time e prejudicar a liderança.

6- Treinadora

Este tipo de liderança tem dois pontos bem característicos. O lado positivo deste líder é que ele investe no desenvolvimento de sua equipe. Para isso, dedica tempo e esforço para observar e analisar os pontos positivos e negativos dos profissionais do seu time. E ele faz isso justamente para potencializar os resultados e fazer os profissionais entregarem a excelência que ele deseja.

Contudo, o lado negativo deste líder é justamente se expor ao erro. Afinal, não existe melhor forma de aprender que treinando, ou seja, se sujeitando ao erro. Exatamente por isso que esse modelo de liderança corresponde à aceitação de grandes riscos até que os profissionais estejam bem desenvolvidos.

Teoria dos Traços: os tipos de líderes

Além dos modelos de liderança, é possível classificar os líderes por meio do que é chamado de Teoria dos Traços. Isso porque os profissionais que ocupam tais cargos são definidos de acordo com sua personalidade e características de liderança. Neste aspecto, os três principais tipos de líderes são:

O líder técnico

É aquele que detém alto grau de conhecimento técnico e científico em sua área e é reconhecido por isso. O reconhecimento se dá justamente pela confiança que os demais profissionais depositam em suas competências técnicas.

O líder motivador

Com muita facilidade de estimular as pessoas, o líder motivador consegue sensibilizar seus pares ou liderados e transmitir alguma mensagem otimista. Tendem a serem pessoas conhecidas como as que não deixam a peteca cair.

O líder carismático

Talvez o mais fácil de identificar, é aquele líder que conquista o apreço dos demais. Costuma ser muito influente e ter bom relacionamento com os demais profissionais. Além disso, normalmente faz as pessoas trabalharem mais dispostas e engajadas.

O melhor tipo de líder e gestão

A pergunta de um milhão de reais do meio corporativo não tem resposta certa. O melhor perfil de líder ou o modelo de liderança que ele exerce varia de acordo com a situação, as pessoas envolvidas e até mesmo a tarefa a ser executada. Neste aspecto, o ideal seria um líder capaz de exercer a chamada liderança situacional, que variaria conforme os três aspectos citados anteriormente.

Contudo, o modelo de liderança situacional é muito difícil de exercer devido à dificuldade de saber quando aplicar cada estilo de liderança. Mas, uma coisa é certa: um líder de sucesso é aquele que, independentemente do seu perfil ou modelo de liderança, a exerce com autenticidade.

Identificou-se com algum dos modelos de liderança? Então, aproveite o nosso webinário e ajude sua equipe alcançar mais resultados!

6 Comentários

  1. . disse:

    Gostei! Bem escrito e sem rodeios.

  2. Eudimardesousalustosa disse:

    Matéria excelente.

  3. Augusto Luz do Val disse:

    Otimas definições e de fácil percepção.

  4. Sérgio willis disse:

    Bem resumido e muito bom Obrigado me ajudou bastante valeu mesmo.




Deixe seu comentário